União das Freguesias de Semide e Rio Vide
  
                               
rnrn
rn
rn
UNIÃO DFAS FREGUESIAS DE SEMIDE E RIO VIDE
rn 
rnA antiga Freguesia de Semide
rnLocaliza-se a Norte do concelho de Miranda do Corvo, de cuja sede dista aproximadamente 9 quilómetros, e confina com os concelhos de Lousã, Coimbra e Poiares.
Ocupando uma área de cerca de 26 quilómetros quadrados, Semide estende-se pelos lugares de Granja de Semide, Vale de Marelo, Gaiate, Casa Nova, Casal do Mosteiro, Poisão, Fundo da Ribeira, casal da Senhora, Cortes, Lata, Segade, Braços, Vale de Colmeias, Chãs, Canas, Coenços cimeiros, Cimo de Vila, Senhor da serra, Foz Mosteiro, Penedo e Ribeira, tendo uma densidade de 115,4 hab/km².
Privilegiadamente situada, dos seus domínios destacam-se a grandiosidade do seu mosteiro beneditino e a magnifica paisagem que se deslumbra do alta do Senhor da Serra, sendo banhada pelo rio Ceira.
De algumas alocuções literárias encontramos relativas à vila, sobressai uma descrição geográfica da antiga freguesia de Semide, de autor anónimo, em decassílabo de rima emparelhada. È curiosa e louva a terra, fazendo uma descrição pormenorizada da topografia da região de modo calmo, sem arroubos poéticos, podendo talvez ser datada de fins do séc. XVII:  
“Semide” discripção geográfica
Tem Semide por coroa três outeiro
O Facho, a Arroteira, os Carvalheiros:
O scetro que apoder supremo enserra
Venera humilde no Senhor da Serra:
A ribeira que corre ao levante
Lhe serve de theatro vegetante
Onde acham de regaros em rodeios
Os olhos confuzam avista enleios.
Formando aos sentidos mil enredos
Bosques, campos vergeis e arvoredos.
O monte que ádireita se divisza
E na vila de Miranda finaliza
Lhe serve de muro iminente
Contra os ventos que sopram de occidente.
De fronte tem Trovim, país de frio
Que as estrelas provoca aiminencia
Que quer ter com os astros competência:
Ao norte se descobrirem se não falho
As raízes da serra do Carvalho
Que dahi vam correndo em plana bella
De Poiares até aponte da Morcela:
A vista lhe termina no orizonte
Da estrella asserra, e da neve o monte.”
 
A antiga Freguesia de Rio de Vide
Situada no centro-Norte do concelho de Miranda do Corvo, entre as serras da Lousã e a do Senhor da Serra, a antiga freguesia de Rio Vide é banhada pelos rios Ceira e o seu afluente, Corvo ou Dueça e dista cerca de seis quilómetros da sede concelhia.
É composta pelos lugares de Rio Vide, Pedreira, Póvoa, Casal do Fato, Vidual, Cheira do Vidual, Moinho do Meio, Pisão, Vale da Silva, Casal de Paiva e Casal das Cortes.



19583 visitas até ao momento.